TESTES DE VAZAMENTO - PROCEDIMENTOS


TESTES DE VAZAMENTO SIMPLIFICADO E DETALHADO

1) Teste Simplificado: permite constatar, de forma rápida e segura, se existe ou não vazamentos internos.

Instruções para o teste Simplificado

Mantenha o registro aberto, não utilize água no imóvel por, no mínimo, duas horas. Após este período, verifique se o medidor está registrando a passagem de água, isso ocorre quando há movimento no dispositivo indicador de fluxo (fotos abaixo), em qualquer dos modelos de hidrômetros instalados pela SANASA.

Ampliar

Se não houver movimento, significa que não existe vazamento interno. Caso haja, aguarde por mais uma hora, pode ser que a caixa d´água ainda não esteja completamente cheia. Após três horas sem utilizar água no imóvel, se o medidor ainda estiver registrando a passagem de água (movimento no dispositivo), então significa que existe vazamento interno.
2) Teste de Vazamento Detalhado: permite identificar se existe vazamento nas instalações hidráulicas dos imóveis, além de detectar o trecho da instalação do possível vazamento, que pode ser de alta pressão (do cavalete até a caixa d´água) ou baixa de pressão (após a caixa d´água).

Instruções para o teste Detalhado

Este teste indica com segurança se existe ou não vazamento interno. Porém para a localização exata nas instalações do imóvel pode ser necessária a contratação de mão de obra especializada.

1° passo – Trecho de alta pressão – do hidrômetro até a caixa d´água:
Com o registro de entrada da água (interno ao imóvel) aberto, interrompa a chegada da água no reservatório domiciliar (caixa-d’água). Para isso, basta prender a boia na posição ‘fechada’.
Feche todas as torneiras, não utilize os vasos sanitários e certifique-se de que não exista consumo de água em nenhum outro ponto do imóvel; verifique, inclusive, se não há torneiras ou chuveiros pingando. Nesta condição, o hidrômetro não deve registrar a passagem de água. Observe o hidrômetro (fotos abaixo) e, caso haja movimento no dispositivo indicador de fluxo, significa que existe vazamento no trecho de alta pressão.

Ampliar

2° passo – Trecho de baixa pressão – após o reservatório:
Ainda mantendo as instalações nas mesmas condições do passo anterior, faça uma marcação do nível da água no reservatório;
Aguarde por uma hora e verifique se o nível da água diminuiu.
Caso o nível tenha diminuído, existe vazamento em sanitários ou em tubulações alimentadas pela caixa.

Ampliar

Observação
É muito comum a ocorrência de vazamentos em caixas e/ou válvulas de descargas de vasos sanitários. Portanto, estes dispositivos devem ser verificados periodicamente, conforme orientações abaixo:
• Utilizando luvas, retire toda água e seque o interior do vaso;
• Não utilize o vaso durante meia hora;
• Se surgir água no vaso, significa que está ocorrendo vazamento pela válvula ou pela caixa de descarga.

Ampliar

REPARO DO VAZAMENTO: confirmada a existência de vazamento nas instalações hidráulicas dos imóveis, a SANASA recomenda que seja providenciado o reparo com máxima urgência. Este serviço devem ser feitos por empresas especializadas e profissionais capacitados.
O hábito de acompanhar o consumo de água evita faturas com valores excessivos e ajuda a identificar a existência de vazamentos internos.

Dúvidas na identificação do hidrômetro ou na visualização do dispositivo indicador de fluxo, entrar em contato com a SANASA, pelo e-mail ouvidoria@sanasa.com.br ou por meio das Agências de Atendimento ao Cliente ou, ainda, pelo telefone 0800-7721195.


TFM-S - 19/03/2018